Holiday

Thaisa Galvão

20 de janeiro de 2019 às 18:11

No primeiro clássico do ano, ABC goleia o América com placar de 3 a zero [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No primeiro clássico do ano em Natal, o ABC goleou o América.

Jogando em casa, no Frasqueirão, o ABC abriu o placar aos 11 minutos do 1º tempo com um gol de Eder.

Aos 12 do 2º tempo quem marcou foi Xavier e aos 16 minutos foi a vez de Rodrigo Rodrigues.

Placar final, ABC 3, América zero.

20 de janeiro de 2019 às 18:06

Coletiva programada para 3ª feira some da agenda de Bolsonaro no Forum Mundial na Suíça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Jair Bolsonaro segue hoje para Davos, na Suíça, para participar do Fórum Econômico Mundial.

Por causa das denúncias cada vez mais polpudas contra seu filho, deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro, o presidente chegará à Suíça brilhando menos do que queria.

Tanto que até uma coletiva de imprensa que estava em sua agenda na Europa…sumiu da programação oficial.

A coletiva estava na agenda prevista para terça-feira mas foi retirada porque o governo brasileiro não confirmou.

Segundo a Coluna do Estadão, o Palácio do Planalto informou que a programação do presidente para a terça-feira prevê uma “declaração à imprensa” às 16h.

No roteiro consta que Bolsonaro fará declaração à imprensa, sem responder a perguntas de jornalistas.

A declaração do presidente brasileiro será seguida por falas dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Paulo Guedes (Economia).

Mas o porta-voz do Governo, general Otávio Santana do Rêgo Barros, ressalta que Bolsonaro será o grande destaque do Forum.

“O presidente será o grande destaque da edição deste ano do Fórum Econômico Mundial. Ele será o primeiro chefe de Estado latino-americano e o primeiro Chefe de Estado do hemisfério sul a discursar na abertura da sessão plenária do Fórum Econômico Mundial”, disse o porta-voz.

20 de janeiro de 2019 às 12:35

Novos eleitos para a Câmara Federal começam a projetar ambientação de seus gabinetes [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo deste domingo:

 

De ‘pixuleco’ a quadros de generais, deputados eleitos querem redecorar seus gabinetes

Há quem prometa fazer culto ecumênico para se livrar da suposta energia de antigos ocupantes

Natália Portinari

 

BRASÍLIA — No clima de casa nova, vida nova, deputados federais eleitos neste ano já planejam qual vai ser a decoração de seus gabinetes na Câmara, distribuídos no final do ano passado.

 

Joice Hasselmann (PSL-SP), que vai ocupar um gabinete que já pertenceu ao ex-presidente Lula, planeja um culto ecumênico para “afastar qualquer energia que tenha ficado daquela escória da humanidade” no gabinete, diz. Ela prevê “muita austeridade” na decoração, com bandeiras do Brasil e de São Paulo penduradas na parede.

 

“Vou levar pastor e rabino para afastar qualquer praga que aquele petista tenha deixado. Depois, vou deixar uma cruz exposta. Não sou supersticiosa, mas com essa corja não se brinca. E não custa levar umas cabeças de alho para afastar o mau-olhado”, disse ao GLOBO.

 

Já o deputado eleito Boca Aberta (PROS-PR) é ainda mais radical no corte de gastos e quer deixar seu gabinete fechado, sem uso. Sua ideia é trabalhar e atender a população em uma tenda que ele pretende armar do lado de fora do Anexo 3 da Câmara dos Deputados. Para lá, vai levar um gerador de energia e sua bicicleta com alto-falante, apelidada de Grace Kelly.

 

“Gabinete é muito luxo para pouco trabalho. Se Deus quiser, não vamos usar. Vamos botar os assessores para atender ao povo na rua, ali no canteiro. É de cair o cabelo do careca o deputado ter esses luxos, receber auxílio-mudança… Eu vou doar tudo que recebi para caridade”, afirmou.

 

Fotos na parede

No gabinete que hoje é de Jair Bolsonaro ficará a deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Ela quer manter a decoração como está, com temática bélica e militar, inclusive a série de quadros de presidentes do Brasil durante a ditadura militar. A ideia é mandar fazer um quadro do presidente atual para acompanhar os que já estão lá, como Médici e Geisel.

 

Na porta de vidro em frente ao gabinete, que hoje tem imagens de Jair Bolsonaro, Carla planeja um painel com imagens das manifestações a favor do impeachment de Dilma Rousseff e algumas fotos da série de bonecos adotados pela direita nas manifestações. Ela também vai levar seus “pixulecos” infláveis para decorar a sala.

 

“Vai ter o Pixuleco, a Bandilma, o Toffoleco (Dias Toffoli), o Mortadelão (uma mortadela gigante), o Marcoauleco (Marco Aurélio Mello), o Gilax (Gilmar Mendes). O único que a gente não deve colocar é o Teori (Zavascki), porque já faleceu”, afirmou.

 

Entre os deputados que já foram policiais ou militares, a ideia é levar alguns itens da corporação. A deputada eleita Major Fabiana (PSL-RJ) quer levar flâmulas das 19 unidades em que trabalhou como policial, para “não esquecer suas origens”, e o General Peternelli (PSL-SP) planeja decorar o espaço um porta-retratos da família, algumas bandeiras e um painel para dar “informações úteis” à população.

 

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), o mais jovem eleito à Câmara junto a Luisa Canziani (PTB-PR), pensa em encomendar um grafite na parede.

 

“Talvez leve algumas coisas japonesas” — disse.

A mudança só ocorre em fevereiro, após a posse.

*

Do Blog – A deputada Carla Zambelli (PSL-SP), que vai ter em seu gabinete bonecos do Pixuleco, Bandilma, Toffoleco (Dias Toffoli), Mortadelão (uma mortadela gigante), Marcoauleco (Marco Aurélio Mello), Gilax (Gilmar Mendes)… bem que poderia começar a providenciar mais um: o Flávio Bolsonaro.

E o deputado Boca Aberta pode estar falando demais ao anunciar que não precisa de gabinete e que vai trabalhar acampado em uma tenda.

Basta Brasília comçar a esfriar, a chover…

20 de janeiro de 2019 às 12:15

Notícia de que ex-assessor de Flávio Bolsonaro movimentou 7 milhões em suas contas é mais um capítulo da novela que caminha para o desgaste do presidente Jair [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Continua a queda de braço entre o Grupo Globo e a tchurma do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo Lauro Jardim, no Globo de hoje, o ex-motorista do senador eleito Flávio Bolsonaro, não movimentou – estranhamente – 1,2 milhão de reais em suas contas…

Mas… 7 milhões.

20 de janeiro de 2019 às 12:05

Líder da governadora na AL, George Soares fez indicação para a Ceasa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como o Blog havia adiantado, a indicação para a Ceasa foi do deputado George Soares, do PR, líder da governadora Fátima Bezerra n Assembleia Legislativa.

O nomeado pela governadora foi Flávio Morais, ex-secretário da Prefeitura de Assu.

20 de janeiro de 2019 às 12:00

Lei Seca: Detran fiscaliza praias e faz alerta para tráfego de veículos à beira-mar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Detran está com equipes de fiscalização da Operação Lei Seca distribuídas no litoral potiguar.

As ações fazem parte da Operação Verão 2019, deflagrada pelo Governo do Estado no início deste mês, e têm a missão de proporcionar segurança no trânsito combatendo a mistura álcool e direção, além de inibir possíveis delitos como roubo de veículos e tráfego irregular.

Neste domingo as barreiras foram montadas em áreas dos litorais Sul e Norte.

Os policiais da Lei Seca estão utilizando o bafômetro para identificar motoristas que insistem em beber e dirigir.

Também estão sendo averiguadas a situação documental dos veículos e condutores, além de itens de segurança dos automóveis e a utilização de cinto de segurança por parte de todos os ocupantes do veículo.

Neste sábado, no litoral Sul, 207 veículos, sendo 175 automóveis de passeio, 27 motocicletas e cinco ônibus, foram fiscalizados. O Detran alerta que quem for flagrado dirigindo na beira-mar poderá ter o veículo retido.

“É uma importante ação no sentido de evitar acidentes e preservar vidas. A atuação planejada, especializada, imparcial e ética dos policiais militares da Lei Seca são algumas das características da confiabilidade da população no nosso trabalho”, afirmou o coordenador da Operação Lei Seca do Detran, tenente-coronel Flávio Santos.

20 de janeiro de 2019 às 11:32

Em Parelhas, Fátima diz que vai pedir antecipação dos royalties de 2020 a 2022 e reitera que não é obrigada a acatar todas as sugestões do governo federal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Durante a visita que fez a Parelhas no final de semana, para participar da festa de São Sebastião, a governadora Fátima Bezerra concedeu entrevista ao repórter Jenully Cristiano, da Rádio Cabugi do Seridó.

Falou de vários assuntos e deixou claro que nem todas as sugestões apresentadas pelo governo federal serão acatadas.

Voltou a dizer que não vai privatizar a Caern e que pegou o Estado quebrado, mas que trabalha para equilibrar as contas e botar a folha em dia.

Também afirmou que vai encaminhar à Assembleia Legislativa um projeto pedindo antecipação de royalties de petróleo dos anos de 2020, 2021 e 2022.

Confira trechos da entrevista de Fátima:

 

Barragem de Oiticica

 

Fui visitar aquela obra porque ela tem um simbolismo, um significado muito importante para Jucurutu, Caicó, Parelhas, e todo Seridó. Nós estamos falando de uma obra que, quando concluída, vai ser o terceiro maior reservatório hídrico do Estado. Essa obra significa desenvolvimento e cidadania para o nosso povo, não só pelo aspecto principal que é garantir a segurança hídrica, mas também pelo potencial de desenvolvimento econômico e social que nó teremos com a barragem. Quero aqui dizer que nós estaremos muito vigilantes, tanto é que ainda enquanto senadora, trabalhei incansavelmente para que os recursos fossem empenhados e os recursos foram empenhados, contudo nossa grande luta agora será pela liberação do financeiro. Estou aguardando a resposta do ministro do Desenvolvimento, no sentido de liberar recursos, uma vez que já tem medições feitas. Se Deus quiser, em 2020 a gente entrega ao povo do Seridó a Barragem de Oiticica.

 

Reforma administrativa

Não é reforma, mas já estamos propondo uma série de medidas para reduzir drasticamente as despesas. Eu publiquei uma série de decretos; vamos cortar diárias, locação de carros, rever os contratos terceirizados, vamos fazer mudanças do ponto de vista da estrutura administrativa, ou seja, tudo está sendo feito para economizar e trazer o equilíbrio financeiro para o Estado. Eu decretei estado de calamidade financeira não foi no intuito de alarmar a sociedade; essa atitude foi para criar as condições de governabilidade e tirar o RN dessa situação gravíssima em que se encontra. Evidentemente que o governo federal tem sugerido uma serie de caminhos, de propostas, mas eu não sou obrigada a acatar todas as sugestões. Algumas medidas que o governo federal vem sugerindo nós vamos trabalhar em conjunto, outras medidas não.

 

Privatização da Caern

Eu não tenho porque pensar em privatização da Caern por uma razão objetiva: a Cern é um dos maiores patrimônios que o Estado tem; eu quero fazer com a Caern o que Ricardo Coutinho (ex-governador da Paraíba) fez com a Cagepa, saneou através de uma gestão extremamente profissionalizada. Hoje a Cagepa é um dos maiores parceiros do ponto de vista de investimento do governo da Paraíba; nós vamos organizar a Caern através de uma gestão profissionalizada para que a Caern tenha lucro e lucro se transforme em desenvolvimento.

 

Desenvolvimento

Dia 28 estarei recebendo a empresa francesa “Total”, que vem anunciar a ampliação de investimentos na energia eólica no estado; vamos ter também uma reunião com as oficinas de costura aqui na região do Seridó, numa demonstração clara de que não mediremos esforços para fortalecer os pequenos negócios e todas essas iniciativas que trazem emprego; nós queremos ser parceiros e fortalecer não só os investimentos aqui no Seridó, como de todo o Rio Grande do Norte.

 

Salários

Nós encontramos um Estado falido, tanto é que no primeiro dia de nosso governo o cofre tinha apenas 3 milhões de reais; por outro lado, uma dívida, só com os servidores, de 1 bilhão de reais, uma vez que o governo anterior deixou quatro folhas em atraso: duas parcialmente e duas integrais; 1 bilhão e 200vmil em dívidas com fornecedores, dívidas com consignados, mas fomos ao trabalho, trabalhamos incansavelmente esses 15 dias de governo, e graças a Deus pude anunciar que a partir de agora, no governo da professora Fátima Bezerra, todo empenho está sendo feito e continuará sendo feito para regularizar o pagamento dos servidores públicos com previsibilidade e isonomia. Com relação aos royalties, o mais importante é o projeto de lei que vou enviar à Assembleia Legislativa no dia primeiro de fevereiro, pedindo a antecipação de 2020, 2021 e 2022, porque aí sim, será uma fonte de recursos mais expressiva e que vai nos ajudar a ir quitando essa dívida que o Estado tem com os servidores. Ao mesmo tempo também estamos empenhados em buscar receitas extras através, por exemplo, da renegociação da folha dos servidores; estamos em diálogo com o Banco do Brasil, mas eu também estou abrindo diálogo com a Caixa Econômica, e se preciso for vou abrir diálogo com outras instituições bancárias.

 

Mensagem para o Seridó

A mensagem de esperança, de fé e de confiança, primeiro nas chuvas que estão caindo e que virão mais ainda, a esperança de que seja um ano bom de inverno; e mensagem de confiança, que confiem na professora Fátima Bezerra que ela vai continuar sendo essa mesma pessoa com a simplicidade e com a humildade dela mas o coração transbordando de espírito público. O Seridó vai merecer minha atenção, não apenas na questão hídrica; a indústria queijeira na região, já temos a lei do queijo, e temos um projeto no Governo Cidadão para agregar valor à produção queijeira. Também a questão das cerâmicas, eu vou fazer uma agenda para visitar as cerâmicas da região; e outro ponto aqui no Seridó que eu quero desenvolver é o Turismo. Nós temos hoje o Geo Park do Seridó, e a região tem uma riqueza extraordinária do ponto de vista do turismo cultural, de aventuras, e gastronômico com o queijo, a cachaça, a carne de sol.

20 de janeiro de 2019 às 10:57

Moradores e veranistas de Pirangi acompanham procissão de São Sebastião pela beira da praia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No dia de São Sebastião, neste domingo, 20, veranistas e moradores da praia de Pirangi saíram em procissão pela praia para reverenciar o santo padroeiro do lugar.

Depois do percurso à beira-mar, o cortejo foi para a igreja onde foi celebrada a missa de encerramento da festa.

Vídeos e fotos: Charles Cesar

https://youtu.be/Ao5zh1hoX4M

https://youtu.be/bWkZ7vttayc

19 de janeiro de 2019 às 9:02

Parelhas: Governadora prestigia festa de São Sebastião na cidade do deputado eleito Chico do PT [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra foi a Parelhas nesta sexta-feira.

Chegou acompanhada do prefeito de Currais Novos, Odon Júnior, para prestigiar a festa de São Sebastião, padroeiro da cidade do deputado eleito Chico do PT, que recebeu a governadora.

19 de janeiro de 2019 às 8:56

Fátima recebe familiares em visita à Governadoria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A sexta-feira ainda teve espaço na agenda da governadora Fátima Bezerra para receber familiares.

A irmã Aparecida, que ela chama de Preta, foi conhecer a Governadoria.

Irmã e sobrinhos foram recebidos pela governadora.

19 de janeiro de 2019 às 2:20

Vice General Mourão assumirá a Presidência por 5 dias totalmente monitorado por 3 ministros de Bolsonaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O polêmico vice-presidente General Mourão, será o presidente da República a partir de segunda-feira, quando o titular do cargo, Jair Bolsonaro, vai a Suíça para o Foro de Davos.

Porém, Mourão não será tão livre para administrar o Brasil por 5 dias.

Bolsonaro designou 3 ministros para fiscalizarem o presidente interino.

Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, o General Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo, e Gustavo Bebianno, da Secretaria Geral da Presidência, não farão outra coisa na ausência de Bolsonaro, a não ser monitorar os passos, pensamentos e atos do General Mourão.

Bolsonaro estará de volta ao Brasil no final da semana e na segunda, 28, se submeterá a uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia que ele porta desde que levou uma facada na campanha eleitoral.

Mourão deverá ficar na expectativa se voltará a assumir a Presidência, ou se Bolsonaro continuará administrando o país durante a convalescença.

19 de janeiro de 2019 às 2:04

Delação: Palocci disse que entregou várias vezes caixas de uísque recheadas de dinheiro ao ex-presidente Lula [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Termo de colaboração premiada do ex-ministro e ex-tesoureiro do PT, Antônio Palocci, de 13 de abril de 2018, foi anexado nesta quinta-feira ao inquérito.

E os detalhes da primeira delação fechada por Palocci com a Polícia Federal de Curitiba deram o que falar.

Na delação, Palocci diz que houve entregas de dinheiro em espécie, de propina paga pela Odebrecht, ao ex-presidente Lula.

 

No depoimento do 1º termo de delação, Palocci diz que:

 

-Entregou a Lula “cerca de oito a nove vezes valores em espécie”. Em média, eram remessas de R$ 50 mil que ficavam escondidas em caixas de celular ou de uísque, por exemplo. De acordo com Palocci, o ex-presidente lhe pedia que não comentasse com ninguém a respeito.

-Lula recebeu propina pela obra da Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Pará. A Odebrecht destinou R$ 15 milhões a Lula, segundo Palocci. A Andrade Gutierrez também é citada.

-Dilma Rousseff, quando ainda era candidata, soube dos pagamentos da Andrade Gutierrez ao PMDB e autorizou que continuassem.

-Em encontro com Dilma no Palácio do Planalto no início de 2011, ela, que já era presidente àquela altura, não autorizou pagamentos da Andrade Gutierrez ao PT. Palocci afirmou que, na ocasião, perguntou a Dilma se havia necessidade de autorizar que a empreiteira fizesse repasses específicos vinculados à participação em Belo Monte.

-Posteriormente, porém, Lula disse a João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, que Dilma “havia autorizado a cobrança de empresas do consórcio construtor de Belo Monte percentual pelos valores recebidos em razão da execução da obra”.

 

Em depoimento complementar, em agosto em 2018, Palocci afirmou que:

 

-Dilma Rousseff “deu corda” para que as investigações da Operação Lava Jato implicassem Lula. Neste termo complementar de depoimento da delação, Palocci conta que Dilma tentava “sufocar” Lula para que ele desistisse de concorrer à presidência em 2014 e que houve uma ruptura entre os dois.

-Palocci relatou ainda que fez a seguinte pergunta ao ex-presidente durante o andamento da Lava Jato: “Por que você não pega o dinheiro de uma palestra e paga o seu triplex?”. A resposta foi: “Um apartamento na praia não cabe em minha biografia”.

19 de janeiro de 2019 às 1:13

Veja: Dono de complexo de hospitais e clínicas que atendem de graça denuncia sistema para destruir o SUS [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Dono de 6 hospitais e 9 clínicas que atendem de graça, o empresário paulista Henrique Prata disse, na entrevista que concedeu às páginas amarelas da revista Veja, que etá nas bancas, que há um esquema montado no Brasil para entregar a saúde pública à medicina privada. e para isso vale destruir o SUS.

Confira a entrevista dele:

 

 

19 de janeiro de 2019 às 1:06

Rogério Marinho diz que ainda não tem como garantir a inclusão de militares na reforma da Previdência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De O Antagonista:

 

Secretário de Previdência diz que não pode garantir militares na reforma

 

O secretário da Previdência do governo Bolsonaro, Rogério Marinho, afirmou que não pode garantir que os militares estarão contemplados na reforma do setor.

Segundo Marinho, o texto final com as novas regras para a aposentadoria só será conhecido em fevereiro.

“Os militares têm suas especificidades. Eles não têm um regime previdenciário como os civis. Isso precisa ser respeitado. Não posso garantir a vocês que estarão ou não na reforma”, disse o secretário.

Dois dias atrás, o chefe de Marinho, Paulo Guedes, afirmou que o projeto da reforma da Previdência “perde muito” se os militares não forem incluídos.

19 de janeiro de 2019 às 0:33

Com decreto de posse de arma, governo terceiriza à população a missão de acabar com a violência no Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ministério Público Federal quer que a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge (PGR) questione no Supremo Tribunal Federal, o decreto do presidente da República, Jair Bolsonaro, que facilita a posse de armas de fogo.

No parecer, o órgão diz que as novas regras ferem a Constituição, o Estatuto do Desarmamento e a separação dos poderes.

O Blog não acha a menor graça nessa concessão de posse de armas à população.

Porque entende que dessa forma, o governo está terceirizando aos brasileiros o problema que o governo é que tem que resolver.

Se o presidente prometeu segurança, e envolveu seus eleitores com a frase ‘bandido bom é bandido morto’, não estava no pacote que o povo é que tem que matar os bandidos.

Mas é bem isso o que está acontecendo, primeiro com o decreto de posse de armas, e em seguida com o início das discussões sobre porte de arma, como o próprio presidente já afirmou.

Para o Blog, o decreto de Bolsonaro terceiriza o combate à violência gerando mais violência.

Quem tem arma em casa, por mais que tenha atestado de sanidade mental, não está livre de ter um surto, de beber além da conta…

Não está livre de sofrer de depressão e sentir vontade de cometer suicídio…

Não está livre de ter um filho capaz – sob efeito de bebida ou droga, ou também sob efeito de doença como depressão – de pegar a arma e usá-la seja de qual forma for…

Não está livre da arma ser encontrada por uma criança, e usada por ela inocentemente…

Não está livre de usá-la numa briga conjugal ou de vizinhos…

Não está livre…da violência nas ruas.

A posse de arma concedida pelo presidente Bolsonaro é uma faca de dois gumes e o uso dela, em casos de violência, é para ser responsabilidade do governo, que se livra de mais essa atribuição, e passa para o povo, sem cumprir até agora, e sequer anunciar, a promessa de acabar com a violência no Brasil.

19 de janeiro de 2019 às 0:17

Suspensão das investigações contra assessor do filho de Bolsonaro só deve durar até o fim do recesso do STF [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do blog de Andreia Sadi, no G1, sobre a decisão do ministro do STF Luiz Fux que mandou suspender investigações contra o assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro:

 

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse nesta sexta-feira (18) ao blog que vai assinar a decisão do caso do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) no dia 1º de fevereiro. Ele é o relator do caso na Corte.

“Já na sexta-feira, pela manhã, assinarei a decisão – sexta, dia 1º de fevereiro”, afirmou o ministro.

Perguntado sobre qual será o caminho, o ministro respondeu: “O Supremo não pode variar, dando um no cravo outro na ferradura. Processo não tem capa, tem conteúdo. Tenho negado seguimento a reclamações assim, remetendo ao lixo”, afirmou Marco Aurélio.

“Não é antecipação de decisão. É só coerência com o que, até aqui, fiz”, completou o ministro.

Em decisões anteriores, ele tem rejeitado liminares parecidas com a da defesa de Flávio Bolsonaro.

19 de janeiro de 2019 às 0:11

Bolsonaro começa a sentir o efeito de brigar com a TV Globo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Jair Bolsonaro começa a sentir na pele o peso de brigar com a TV Globo…

O presidente, através do filho senador eleito Flávio Bolsonaro, pediu e o ministro do STF Luiz Fux atendeu: suspendeu as investigações contra o assessor Fabrício Queiroz, acusado de movimentar mais de um milhão de reais.

Em sua reclamação ao STF, Flávio Bolsonaro diz que há ilegalidade na instauração do procedimento investigatório, pois informações protegidas por sigilo bancário teriam sido obtidas pelo Ministério Público diretamente junto ao junto ao Coaf, sem autorização judicial.

Segundo Flávio, mesmo depois de confirmada a eleição dele para o cargo de senador, o MP pediu informações sigilosas sobre ele ao Coaf “a pretexto de instruir o procedimento investigativo, o que configuraria, em seu entendimento, usurpação da competência do STF.”

O ministro Fux determinou o fim das investigações.

Mas enquanto o caso não chega às mãos do relator, ministro Marco Aurélio Mello – que deverá modificar a decisão – em vez de paz, a família Bolsonaro vai viver um inferno.

Os documentos começam a chegar à TV Globo…

E nesta sexta-feira o Jornal Nacional teve acesso, com exclusividade, a um trecho de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações bancárias suspeitas de Flávio Bolsonaro.

Em um mês foram quase 50 depósitos em dinheiro numa conta do senador eleito pelo Rio de Janeiro, no total de R$ 96 mil.

 

O documento traz informações sobre movimentações financeiras de Flávio Bolsonaro entre junho e julho de 2017.

São 48 depósitos em espécie na conta do senador eleito, concentrados no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Assembleia Legistativa do Rio (Alerj), e sempre no mesmo valor: R$ 2 mil.

 

Se esse documento chegou à emissora ignorada pelo presidente Bolsonaro, dúvida zero de que muito mais poderá ser entregue de mãos beijadas pelos adversários do governo.

18 de janeiro de 2019 às 15:41

Engenheiro civil de Natal está desaparecido desde ontem [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Desaparecido desde ontem o engenheiro Gláucio José de Almeida Júnior.

Abaixo o print com informações para ajudar nas buscas.

18 de janeiro de 2019 às 12:43

Deputado federal do MDB quer ser presidente da Câmara com apoio de Fátima e o voto de Natália Bonavides [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois do presidente da Câmara e candidato à reeleição, Rodrigo Maia (DEM), a governadora Fátima Bezerra (PT) deverá receber hoje em Natal, também em campanha pela presidência, o vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho, do MDB, e atual vice-presidente da Casa.

Fábio é do MDB e articula um grupo que espera contar com o PP, o PSB e o PT.

Isso mesmo, com o PT.

Fábio, do MDB de Temer que puxou o tapete do PT de Dilma, agora quer o apoio do PT para ser presidente da Câmara.

Fábio Ramalho vem a Natal em busca do apoio de Fátima e do voto da deputada Natália Bonavides (PT).

18 de janeiro de 2019 às 12:24

Reunião da bancada aconteceu no apartamento de João Maia antes do jantar com o presidente da Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por um instante o porteiro do prédio onde mora o deputado João Maia (PR) em Natal, imaginou que estava trabalhando na Câmara Federal…

É que de repente a porta do elevador se abriu e saíram 5 deputados federais.

O anfitrião, e mais Fábio Faria (PSD), Walter Alves (MDB), Beto Rosado (PP) e Rafael Motta (PSB)…

Foi antes do jantar com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

A bancada potiguar afinava o discurso para conversar com Maia, candidato à reeleição.